28 de maio de 2024   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

HIDRÁULICA
SERVIÇOS HIDRÁULICOS

OS OBJECTIVOS DOS SERVIÇOS

Podem definir-se assim os objectivos dos serviços a cargo desta Direcção Geral ou das administrações que a precederam no período de 1932 a 1947:

No campo administrativo. – A fiscalização hidráulica, visando a aplicação das leis e dos regulamentos que condicionam a utilização da água, elemento porventura o mais importante de toda a economia humana, nos seus múltiplos empregos, da rega dos campos, do abastecimento das populações, de via dos mais económicos transportes e da utilização da sua energia potencial como origem, que dentro em pouco será, entre nós, da maior parte da força motriz das indústrias, da luz que ilumina as populações e do calor que aquece os seus habitantes. Elemento de tal influência que sem ele nem a própria vida é possível e envolvendo tais interesses que é origem talvez das mais sérias questões entre os humanos e, por vezes, entre os povos.

No campo técnico. – a defesa contra a própria água, nos seus ataques, ora lentos e persistentes, ora bruscos e catastróficos; revistam eles o aspecto da cheia, diluviana contida pelos diques de defesa dos campos ou o da vaga assoberbadora de tempestade, dominada pelos molhes de abrigo dos portos ou pelos complexos sistemas de defesa das costas marítimas.
O fomento da sua utilização, pela regularização dos seus leitos, com o consequente aprofundamento e melhoria das condições de navigabilidade dos cursos de água; pela construção de cais acostáveis nas suas margens, ligados às vias terrestres de comunicações; pela construção de albufeiras, destinadas a corrigir as irregularidades meteorológicas, promovendo a extensão das possibilidades de rega, de navegação e de produção de energia; pelo equipamento das centrais hidroeléctricas, para a recolha de energia; pelas instalações dos portos, facultando o estabelecimento das correntes de tráfego, que levam as mercadorias aos confins dos mares ou deles as trazem, dando à navegação de comércio ou à de pesca o abrigo de que carecem e as disposições necessárias para a rápida, cómoda e económica operação do seu tráfego, e facultando os locais e aparelhos convenientes para a construção ou para a reparação das suas unidades. A sua captação, condução, rectificação, purificação e distribuição, para abastecimento dos aglomerados populacionais, seja a sua origem a própria precipitação atmosférica, o curso de água, o lençol freático ou as camadas profundas da terra. O seu domínio, ocultação ou desvio, e a utilização da sua capacidade diluidora e transportadora na travessia e no saneamento das povoações, pela recolha nas coberturas e nas redes de drenagem, colectores e emissores. A sua transposição pelas pontes, pontões e passagens submersíveis.
(Continua)

(Parte LXXIX de …)


15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 (079)

(Fonte: 15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 – HIDRÁULICA – Duarte Abecasis – Director Geral dos Serviços Hidráulicos)

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES