4 de março de 2024   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Ao Estado Novo se deve, pois, a luta travada contra a infecção leprótica, que, num trabalho acelerado de infiltração, ia invadindo cada vez mais a nossa população, causando-lhe o maior sofrimento físico e moral. Grande obra esta, que nos obriga à maior gratidão, pela defesa que representa contra o mais horrível dos flagelos, bem merece igualmente o reconhecimento dos pobres gafos, que, numa relativa liberdade, vivem alegres e felizes, num ambiente de conforto material e moral, em contraste com o dos seus casebres, despidos de asseio e limpeza e onde se sentiam perseguidos pelo repúdio dos seus semelhantes.
Em relativa liberdade, se diz, porque houve a preocupação de tirar ao Hospital Rovisco Pais o aspecto de prisão, de degredo, de sequestração, de penitenciária; houve o desejo – e as realidades o estão confirmando – de conseguir que os doentes fujam para a Leprosaria e não fujam da Leprosaria.
Por isso se encontra sempre alegre e florida, cheia de vegetação e de jardins, com uma portaria ampla, aberta, rasgada e acolhedora, convidando risonhamente a entrar os que devem entra, e cercada apenas por uma sebe viva, em que as flores abundam.
A 29 de Setembro de 1947 foi novamente reconduzida a referida Comissão, com o objectivo de proceder ao estudo da 2.ª fase dos trabalhos, formada por um centro habitacional, já iniciado, para pessoal superior e suas famílias, fora da área do Hospital Rovisco Pais, mas na sua vizinhança; por pavilhões para doentes portadores de doenças infecto-contagiosas e do foro psiquiátrico, centro recreativo, com salas de festas e cinema, instalações agro-pecuárias e desportivas e escola primária. Trabalha-se presentemente, com o maior entusiasmo e a maior dedicação, para dotar o País, no mais curto prazo, com estas obras complementares, o que tornará possível a solução definitiva do combate e da profilaxia do terrível mal e permitirá a consoladora esperança de que dentro de dez anos não haja em Portugal mais casos novos de lepra.

Bissaia Barreto
Presidente da Comissão de Obras da Leprosaria Nacional Rovisco Pais

(Parte LXV de …)


15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 (065)

(Fonte: 15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 – LEPROSARIA NACIONAL ROVISCO PAIS – Bissaia Barreto – Presidente da Comissão de Obras da Leprosaria Nacional Rovisco Pais)

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES