4 de março de 2024   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

LEPROSARIA NACIONAL ROVISCO PAIS

Numerosos eram os problemas ligados à saúde pública que aguardavam solução anteriormente a 28 de Maio; a orgânica do Estado, mercê de circunstâncias várias, não se dispunha a resolvê-los, e, no entanto, a sua importância era indiscutível e incontestada. Foi preciso que a revolução triunfante daquela data, permitindo uma maior liberdade de actuação para além das formulas rígidas da burocracia estática e criando uma melhor compreensão dos deveres do Estado para com a Nação, chamasse a si os assuntos de maior interesse nacional, considerados até então, parece, irresolúveis, os estudasse e os solucionasse. Em virtude disso, o Estado Novo teve de incluir no seu programa de realizações de carácter social a profilaxia da lepra e o tratamento dos leprosos.
A lepra num país atesta o baixo nível sanitário desse país; é mesmo uma prova de miséria e de desleixo pela saúde dos que nele trabalham. Estas verdades escreviam-se, repetiam-se vezes sem conto, mas o assunto mantinha-se em ponto morto. Todos reconheciam a necessidade de o resolver, todos proclamavam a sua urgência, mas os anos sucediam-se e o problema não era encarado de maneira prática e com o propósito de o solucionar. E, no entanto, razões múltiplas, de ordem interna e externa, impunham que, a bem da Nação, este flagelo social, o mais terrível e o mais hediondo de todos os males, fosse enfrentado e batido com a criação de um bem apetrechado armamento antileproso.
Não era só um dever de humanidade a cumprir, era um dever de patriotismo a não esquecer; e de facto não foi esquecido pelo actual Presidente do Conselho, que tomou a iniciativa da criação de uma obra de combate à lepra. O problema era, na verdade, de difícil solução, tão variados e complexos se apresentavam os aspectos a encarar, tão discutíveis são ainda hoje certos princípios de orientação aconselhados. O decreto-lei n.º 29.122 de 15 de Novembro de 1938, criou a Leprosaria Nacional Rovisco Pais e fixou as directrizes para a sua integral instalação. Em 7 de Fevereiro de 1939 foi confiado a uma comissão o encargo de estudar, tomando como base o inquérito feito sobre os casos de lepra existentes em Portugal, o programa das obras a realizar. Em 20 de Julho de 1940 uma portaria encarregou outra comissão de administrar as obras e de instalar a Leprosaria Nacional Rovisco Pais, hoje chamada Hospital-Colónia Rovisco Pais.
(Continuação)

(Parte LXI de …)


15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 (061)

(Fonte: 15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 – LEPROSARIA NACIONAL ROVISCO PAIS – Bissaia Barreto – Presidente da Comissão de Obras da Leprosaria Nacional Rovisco Pais)

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES