28 de maio de 2024   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Salienta-se o facto de alguns edifícios terem sido iniciados há longa data, depois paralisados, e só terminados neste período intenso de actividade nacional.
O problema da habitação, que durante tantos anos foi debatido sem que daí resultasse mais do que ruínas, foi posto com inteligência e resolvido com superior critério, do que resultou que até as próprias ruínas se convertessem am casas de habitação.
Os aglomerados de casas económicas, que são, sem dúvida, uma das melhores expressões da vida social do Estado, foram criadas atendendo à tradição e ao modo de ser próprio da família portuguesa.
------------------------------------------------------------------------------------------------
Ne sector da Justiça, onde as cadeias constituíam uma vergonha nacional, vêem-se hoje formosos edifícios, inigualáveis na forma, integrados no ambiente local, e que devem contribuir, apesar da função que exercem, para estimular o bom gosto das municipalidades das terras onde se encontram erigidos.
Mas a acção desta obra construtiva vai até aos Ministérios da Guerra e da Marinha. É tão profunda que as próprias instalações ministeriais, como sucedeu ao da Guerra, são totalmente transformadas; e onde existia um labirinto, que deixavam confusos todos os que ali entravam, há hoje dependências airosas, independentes, com belo átrio a anteceder gabinetes confortáveis, e um rico salão, que se impõe a admiração das altas patentes dos exércitos que nele são recebidas.
Na Marinha a obra já realizada impõe-se à consideração de todos. Lá longe, no Pico, eleva-se o farol, de forma elegante, construído em perfeitas condições, e destaca-se, entre outras grandiosas iniciativas, a Estação Radiogoniométrica da Apúlia, cujas edificações têm causado a admiração de ilustres oficiais da armada, o que não deixa de nos orgulhar, não só pelo reconhecimento do bom trabalho executado, mas ainda pelo excelente entendimento entre os serviços interessados.
No campo da Economia salientam-se, em diversas terras do País, a Estação de Lacticínios de Paços de Ferreira, os edifícios destinados às administrações dos serviços florestais e às instalações para os serviços pecuários, com uma vacaria modelo em Lisboa e um bom laboratório na Fonte Boa, sede da Estação Zootécnica Nacional.
Nas Comunicações nada havia, e hoje já se podem admirar as gares marítimas, que, não substituindo a grande estação que a cidade e o Tejo impõem, permitem o embarque e o desembarque de passageiros, através de um ambiente de bem-estar, que lhes é proporcionado pela elegância das suas linhas e pelo admirável conjunto dos seus interiores.
Os edifícios dos correios, espalhados por todo o País, e cuja construção de impunha, dão ao turista a agradável impressão de um país renovado.
Nos estrangeiros está em franco desenvolvimento a obra que há-de libertar o Palácio das Necessidades de tudo quanto diz respeito aos serviços burocráticos do Ministérios, para deixar em toda a sua imponência os salões e as salas, que ainda hoje se encontram com os seus magníficos parquets e com muitas paredes cobertas com tecidos preciosos.
(Continua)

(Parte XXVI de …)


15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 (026)

(Fonte: 15 Anos de Obras Públicas – 1.º Vol. Livro de Ouro 1932-1947 – Edifícios e Monumentos Nacionais – Henrique Gomes da Silva – Director Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais)

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES