24 de junho de 2017   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Para alguns espíritos as colónias deveriam constituir uma espécie de quintas de luxo, a que demais não faltaria a vegetação luxuriante das plantas exóticas, para cuja manutenção e preparo, agrado ou interesse de estranhos se deveriam destinar, sem conta ou medida, os rendimentos das demais terras ou gentes. Para outros seriam precisamente o inverso — campos ou indústrias de renda que permitissem ao absentista vagamente interessado a vida ociosa entre as delícias da civilização. Nascem estas posições mentais de sentimentos ou de interesses particulares, não da razão política esclarecida, e por esse motivo não coincidem nem uma nem outra com os três grandes princípios definidos no Acto Colonial: «A metrópole e as colónias, pelos seus laços morais e políticos, têm na base da sua economia uma comunidade e solidariedade natural...». «Os regimes económicos das colónias são estabelecidos em harmonia com as necessidades do seu desenvolvimento, com a justa reciprocidade entre elas e os países vizinhos e com os direitos e legítimas conveniências da metrópole e do Império Colonial Português...». «Pertence à metrópole, sem prejuízo de a descentralização garantida assegurar pelas suas decisões a conveniente posição dos interesses que... devem ser considerados em conjunto nos regimes económicos das colónias».
Se bem se lê e entende, não há aqui lugar a supor-se qualquer dessas economias ajuda, auxílio, mero suplemento da outra, mas todas hão-de considerar-se complementares na formação do todo económico correspondente ao todo político e nacional. Estes os conceitos, a luz e o guia da acção comum a desenvolver e cujos fundamentos se encontram nos factos dominantes da nossa economia.


POLÍTICA ULTRAMARINA (05)

(«O Império Colonial na economia da Nação» — Discurso na inauguração da I Conferência Económica do Império Colonial, em 8 de Junho — «Discursos», Vol. II, págs. 155-156) - 1936

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES