22 de outubro de 2017   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Sistematicamente usados, o adiamento, a prorrogação, a isenção, a dispensa dos preceitos legais têm a tal ponto deseducado o espírito público que a maior parte da gente não acredita que a lei venha a ser cumprida ao menos «tão inteiramente como nela se contém». Do uso e abuso de tais processos resulta que no nosso País quem se apressa a cumprir a lei, a cumpri-la rigorosamente, lisamente, a fazer uma declaração exacta e em devido tempo, fica sempre em condições inferiores a todos os outros que não fizeram o mesmo. Pois é absolutamente preciso, por uma questão de educação e de ordem, que comecemos de vez a praticar o sistema inverso e a fazer com que quem não cumpre — por mais razoável que seja o motivo da falta — fique em situação pior que os que cumprem.
Sem possuir uma infabilidade que ninguém tem, posso apelar para o que tenho estudado de impostos, para o que sei de legislação tributária, para o cuidado, a meticulosidade, o esforço que empreguei directa, pessoalmente, durante meses, na preparação desta reforma, para estar perfeitamente tranquilo; o que tenho lido contra, mais me assegura do bom serviço prestado: quando os interesses feridos começam a criticar uma reforma, soltando impropérios contra o que lá não está, é que o que está, está bem.


A BATALHA DA RESTAURAÇÃO FINANCEIRA DO PAÍS (06)

(«Algumas objecções ao novo regime tributário» — Entrevista ao jornal «Novidades», de 1 de Maio — «A reorganização financeira», pás. 152 e 163) - 1929

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES