20 de setembro de 2017   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Não nos seduz nem satisfaz a riqueza, nem o luxo da técnica, nem a aparelhagem que diminua o homem, nem o delírio da mecânica, nem o colossal, o imenso, o único, a força bruta, se a asa do espírito os não toca e submete ao serviço de uma vida cada vez mais bela, mais elevada e nobre. Sem nos distrair da actividade que a todos proporcione maior porção de bens e com eles mais conforto material, o ideal é fugir ao materialismo do tempo: levar a ser mais fecundo o campo, sem emudecer nele as alegres canções das raparigas; tecer o algodão ou a lã no mais moderno tear, sem entrelaçar no fio o ódio de classe nem expulsar da oficina ou da fábrica o nosso velho espírito patriarcal.
Duma civilização que regressa cientificamente à selva separa-nos sem remissão o espiritualismo – fonte, alma, vida da nossa História. Fugimos a alimentar os pobres de ilusões, mas queremos a todo o transe preservar da onda que cresce no Mundo a simplicidade de vida, a pureza dos costumes, a doçura dos sentimentos, o equilíbrio das relações sociais, esse ar familiar, modesto mas digno da vida portuguesa – e, através dessas conquistas ou reconquistas das nossas tradições, a paz social.

Não menosprezamos, pois, a força da força, mas queremos ter sempre por nós a força da razão, pois é sobretudo com a humana linha média das nossas concepções, a nossa ordem, o nosso equilíbrio, a nossa contribuição para a paz e prosperidade geral, a dignidade da nossa vida pública, a nossa independência mental que tanto no interior como no domínio externo temos servido o interesse da Nação – talvez provocando estranhezas, causando alguns incómodos mas, enfim, revelando autoridade.


A Restauração das Grandes Certezas: DEUS, A PÁTRIA, A AUTORIDADE, A FAMÍLIA, O TRABALHO (12)

(«A Embaixada da colónia portuguesa no Brasil e a nossa política externa» - Discurso em I5 de Abril - «Discursos», Vol. II. págs. 276-277 e 278) - 1937

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES