22 de outubro de 2017   
>> PÁGINA INICIAL/TEXTOS
..:. TEXTOS

Nós temos mostrado, através das instituições, das leis e dos actos do Governo, a preocupação absorvente de reconduzir tudo e tudo integrar
no plano nacional. A Nação tem estado sempre presente ao nosso espírito, não só como indefinível essência da continuidade histórica dos
portugueses através dos séculos, mas como o seu património material e moral. Todos nos devemos a ela, todos nos sacrificamos pelos seus interesses
superiores, todos beneficiamos directa ou indirectamente da sua grandeza e prestígio. Para que esse sentimento não possa ser atingido
na sua intensidade afectiva ou como fonte de acção, tem sido necessário excluir da vida corrente, dado o desregramento passional dos portugueses,
tudo que pudesse quebrar a unidade moral da Nação. Daqui vêm o empenho e cuidado em que as organizações culturais, recreativas, profissionais
ou outras e, na medida do possível, os próprios órgãos da Administração, não se imiscuam nem sejam teatro de lutas partidárias,
mas conduzam a sua vida livremente, apenas condicionada às grandes linhas do interesse nacional. Assim a Nação se nos tem apresentado
como unidade que é ou deve ser dotada da homogeneidade e coesão no que é essencial à sua vida colectiva. E sobre essa base se lhe têm
defendido a dignidade e o prestígio; e, partindo desse pressuposto, se tem governado na defesa intransigente do que se reputa, sem considerações
estranhas, o interesse geral.


O Problema Político Interno: A NAÇÃO, O ESTADO E A IGREJA (09)

(«Ideias falsas e palavras vãs» — Discurso à U. N., em 23 de Fevereiro — «Discursos», Vol. IV págs. 201-202) – 1946

Consultar todos os textos »»

 
Música de fundo: "PILGRIM'S CHORUS", from "TANNHÄUSER OPERA", Author RICHARD WAGNER
«Salazar - O Obreiro da Pátria» - Marca Nacional (registada) nº 484579
Site criado por Site criado por PRO Designed :: ADVANCED LINES